quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

“Se não posso realizar grandes coisas, posso pelo menos fazer pequenas coisas com grandeza.”

No regresso a casa da reunião fiz o que sempre faço, questionei-me. O que estivemos a fazer esta noite? Teve algum proveito?

Surpreendi-me com os pensamentos que a estrada me despertou.

Posso afirmar sinteticamente que estivemos todos a fazer flores, mas terá sido só isso?
Quem concorda que foi só isto pode ficar por aqui pois tudo o que se segue não tem sentido e não deixa de ser simples poesia.
Mas o facto é que ao questionar-me eu não parei de pensar, por isso se quiserdes chamai-me “poeta”.

Na minha opinião onde mais se expressa o espírito escutista é no fogo de conselho.
Senti que hoje vivemos um “fogo de conselho” especial.

Tivemos todos sentados ao redor de uma “fogueira”.
Todos apresentamos o nosso número (partilha de experiências de vida).
Muita animação.
Também não faltou o “animador” do fogo de conselho (o Francisco).
Parece que apenas faltou uma coisa fundamental – o fogo.

Para avivar a fogueira costuma-se cantar: “Sobem as chamas, sobem as chamas, mais alto, mais alto, alumiam e aquecem nossas vidas nossas almas”.
Não concordais que lentamente “as chamas” foram subindo? Más-línguas afirmam que ultrapassaram as trezentas. Com a sua subida não aumentava em vós a vontade de as fazer subir ainda mais? Afinal tivemos fogo e alguns partilharam até estar “viciados” em fazê-lo subir…
- Chamas? Podeis perguntar.
O que faz uma chama?
Ela aqueça e alumia!
E uma flor?
Quantos corações não se irão aquecer ao receber aquela flor? Fala-se em 400, eu diria mais…

Sendo assim:
Não passamos a noite a fazer flores mas “pequenas chamas”.
E um coração “quente” não sorri? Então passamos a noite a fazer “pequenos sorrisos”.
E um sorriso não provoca outro sorriso? Então passamos a noite a criar momentos de alegria.
E um coração alegre não é um coração que se sente amado? Então estivemos a fazer pequenos “gestos de amor”.

Quando terá sido a última vez que estas pessoas receberam um gesto de amor?
Quantos não irão inspirar-se e levar este gesto de amor (esta chama) para os doentes com quem vão lidar? Afinal sorriso desperta sorriso e no sofrimento da doença sorrir é meia cura.

Pelo meu quarto já passaram muitas flores. Algumas bonitas, outras simplesmente caras e outras simplesmente flores. As únicas que ainda reservo diante da minha secretária são as que fizemos no S. Jorge.
Porquê? Porque são mais que papel e pau. Quem de vós não tem uma guardada? Ah, então afinal eu não sou o único “poeta”.

Como podeis ver com um pau de espetada e algum papel conseguiremos mudar sentimentos de centenas de pessoas. Isto não é bom, é muito bom.
Terá sido esta noite uma simples noite onde estivemos a fazer flores?
EU EXEMPLO D(E) MUDANÇA”. Se com tão pouco vamos conseguir mudar tanto, acho que esta noite foi uma noite à boa maneira CUPiana onde não deixou de estar presente o objectivo anual.

Surpreendidos?
Para alguns não será mais que uma questão de ponto de vista.
Para os “poetas”, como eu, foi mais uma boa oportunidade de deixar o mundo um pouco melhor do aquele que encontramos.

Para concluir digo apenas isto:

“Afinal, em tempos de crise ainda conseguimos ver alguns jardins a florir. Que o nosso jardim fique mais colorido ao colorir o dos outros”.

Obrigado a ti Inês e à PUPS. Mal sabíeis vós o “incêndio” que ias causar.

Sobem as chamas, sobem as chamas…

Renato Poças
Cão Pastor

The Last CUP Act 2007

E foi na Casa da Região que nós, CUP, terminamos o nosso Ano Escutista em Grande.

Foi com a exibição do filme "Strings"
, parte do nosso Imaginário (Vamos ao Cinema) que demos por concluída a nossa Caminhada

Agora! Repousar para no ínicio do novo ano escutista entrarmos com o pé direito...

O CUP arriscou e venceu...

Nós oCUPamo-nos! E tu?


Equipa de Reportagem.CUP.2008

Ordenação do Padre Poças


No passado dia 13 de Julho, o Diacono Poças, que faz parte do CUP, foi ordenado a Persbitero.

O Carinho que tanto o CUP como o Agrupamento do Santissimo tem pelo Poças levaram a que ambos e todos estivessem presentes na sua Ordenação, um momento Importantissimo da sua vida, sem dúvida.

Depois da Eucaristia presidida pelo Bispo Dom Manuel Clemente, o CUP decidiu fazer uma pequena surpresa ao Poças.

Junto ao Cruzeiro, ouve uma pequena concentração de elementos do CUP e outros escuteiros na qual Cantamos algumas músicas e oferecemos em nome do CUP uma Estola para que ele possa usar e pensar que tem e sempre terá um lugarzinho lá no CUP





Equipa de Reportagem.
CUP.2008
CUP no JN

Não sabemos de quem foi autoria esta pequena notícia que saiu no Jornal de Notícias.

Mas Obrigado =)


Equipa de Reportagem.CUP.2008